Daniel Alves responde Joana Sanz: “Vou provar a minha inocência”





Daniel Alves e Joana Sanz ficaram juntos por quase oito anos. Foto: Mauricio Santana/Getty Images
Daniel Alves e Joana Sanz ficaram juntos por quase oito anos. Foto: Mauricio Santana/Getty Images

Daniel Alves escreveu uma carta para sua ainda esposa, Joana Sanz, da prisão Brians-2, onde ele está detido sob a acusação de estupro.

O ex-jogador do São Paulo foi preso no dia 20 de janeiro, e desde então está em prisão provisória sem direito a fiança, acusado de uma suposta agressão sexual cometida na boate Sutton, em Barcelona, ​​no dia 30 de dezembro.

O programa da tv espanhola ‘Y Ahora Sonsoles’ teve acesso exclusivo à carta manuscrita que Alves escreveu a Joana Sanz, que recentemente anunciou o seu rompimento com o futebolista nas suas redes sociais.

“Agora, nestes momentos difíceis, lamento a tua decisão e espero que a vida nos dê outra oportunidade”, escreveu Dani Alves a Joana Sanz depois de ver o relacionamento de oito anos terminar.

“Vou continuar lutando como sempre fiz com o apoio de quem está ao meu lado para mostrar minha inocência ao mundo inteiro”, escreveu o jogador na carta.




Confira a carta completa de Daniel Alves para Joana Sanz

“Minha querida Joana. São quase 8 anos de muito amor, carinho, respeito e cuidado mútuo. Principalmente nos últimos anos com você tudo parece mais fácil e gostoso. Você e meus filhos, Dani Filho e Victoria, foram os as melhores coisas para mim aconteceram na minha vida.

Crescemos juntos desde o dia em que nos conhecemos. Desde o primeiro minuto começamos uma vida juntos. Nós nos acompanhamos todos esses anos. Fortalecendo e mimando a vida um do outro. Agora, nesses momentos difíceis, lamento sua decisão e espero que a vida nos dê outra chance de amar você novamente.

Entendo a dor que a situação injusta que estamos vivendo está causando e entendo que você não tenha conseguido suportar toda essa pressão. Os fatos de que sou acusado são estranhos a mim e aos valores que nortearam minha vida: amor, respeito e esforço.

Vou continuar lutando como sempre fiz, acreditando em mim com o apoio e a confiança de quem realmente sabe quem eu sou: vou lutar até o fim com o amor incondicional dos meus filhos, dos meus pais e dos que continuam por perto meu lado, para logo provar minha inocência para o mundo inteiro.”

Fonte: Yahoo